quarta-feira, 20 de maio de 2009


Tão pequeno e discreto, uns nem tanto. O ferro segue e circunda, move, circunda, depois segue até acabar. Outros em plásticos, industrializados, barato, que saem caros. Perseguido por pré-conceitos que são derrubados pela necessidade. A vida desfrutada em detalhes. Cristalina como um filme digital. Tomado pela felicidade no primeiro momento. A cada minuto um novo conhecimento. Por anos esquecido, deixado de lado, mas na vida o tempo é inevitável. Avassalador chega na obrigatoriedade de que a única e sábia solução: era comprar um óculos.

2 comentários:

alexandra.andrietta disse...

meu irmão é o máximooooo!!!!
muito inteligente , fala sério !!!!
eu te amo Rafa !!!!

Laura Fuentes disse...

Ah, você me pegou direitinho. O tempo, meu amigo, é inexorável...rs